Biomecânica do calçado: NBA bane tênis de alta tecnologia

A biomecânica do calçado é uma área que vem crescendo cada vez mais, ainda mais quando o assunto é calçado esportivo. Além da melhora do design e do conforto há também a preocupação em diminuir o risco de lesões e aumentar a performance do atleta. Essa última característica nem sempre é bem vista pelas Ligas e Federações, já que pode favorecer alguns atletas. Pensando nisso a NBA, liga americana de basquete profissional, baniu o tênis Concept 1, produzido pelo Athletic Propulsion Labs. A justificativa é que o tênis produz vantagens no salto dos atletas.

O tênis, que custa por volta de $300, é produzido com materiais antimicrobianos e sintéticos e microfibras e promete se adaptar ao pé do atleta, oferecendo conforto ao pé e estabilidade ao tornozelo já que permite o uso  concomitante de tornozeleiras. Além disso, um dispositivo, baseado na tecnologia Load ‘N Launch™, implantado na região anterior da sola promete aumentar o deslocamento vertical durante o salto. O dispositivo funciona como uma plataforma de lançamento, sendo comprimido e em seguida liberado quando o atleta exerce força na região anterior do pé. Durante a compressão ele absorve a máxima quantidade de energia gerada pelo aumento da pressão no antepé, e em seguida devolve essa energia na fase de propulsão para aumentar o deslocamento vertical. O dispositivo age em conjunto com uma haste de uretano termoplástico de alta pressão que está localizada no arco plantar, ajudando na estabilização do pé e na transferência de energia.

A eficácia do Concept 1 foi testada por doutores em biomecânica da West Coast University, especialistas em salto vertical. Usando plataformas de força Kistler e Vertec, eles compararam a performance de saltos verticais executados com o Concept 1 e com os demais tênis de ponta para basquete disponíveis no mercado. Com o uso do tênis Concept 1 , 11 dos 12 participantes saltaram mais alto, atingindo alturas por volta de 3,5 polegadas maiores. Os pesquisadores concluíram que os resultados com o Athletic Propulsion Labs™ Concept 1 foram estatisticamente significativos. Os participantes foram capazes de saltar mais alto usando menos energia.

Quando se trata de basquete de alto rendimento, qualquer polegada a mais de altura no salto pode ser traduzida em mais rebotes e bloqueios bem sucedidos e até mesmo em mais pontos marcados. Isso explica a decisão da NBA em banir o uso do tênis nas competições!

 

Fonte:

Blog do Coach (SporTV)

Athletic Propulsion Labs

Simpósio de biomecânica do esporte Brasil-Alemanha

Em comemoração aos 70 anos da Faculdade de Educação Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, dia 25 de outubro a partir das 9:00 acontecerá um simpósio de biomecânica do esporte com os professores Adamantios Arampatzis (Berlin University), Kiros Karamanidis (Sports University of Cologne), Hans Joachin Menzel (Universidade Federal de Minas Gerais ), Aluisio Avila (Universidade Estadual de Santa Catarina) e Marco Aurélio Vaz (Universidade Federal do Rio Grande do Sul).

O simpósio foi inicialmente direcionado aos alunos e membros da UFRGS, mas devido a grande repercussão ele será transmitido via internet para que um maior número de pessoas possa participar. Os interessados podem acessar o Twitter do Grupo de Pesquisa em Biomecânica e Cinesiologia (GPBiC – http://twitter.com/gpbic) para acompanhar o simpósio. Para ver a programação acesse http://yfrog.com/0qwxpbj.

XXIIIrd Congress of the International Society of Biomechanics

Em 2011 o Congresso da Sociedade Internacional de Biomecânica será realizado em Bruxelas, entre os dias 3 e 7 de julho. O objetivo é reunir cientistas e profissionais de várias disciplinas relacionadas à biomecânica. A conferência irá enfatizar o carater multidisciplinar das áreas de pesquisa em biomecânica. Poderão ser submetidos resumos (2 páginas) para apresentação oral ou poster até dia 20 de janeiro de 2011.

O programa científico envolverá seis áreas principais de atuação da biomecânica:

– Anatomia

-Fisiologia

– Clínica

– Pesquisa integrada

– Bioengenharia

– Modelagem e métodos

Mais informações no site http://www.isb2011.org

Análise biomecânica da mama

Você já reparou que os principais monumentos da sua cidade podem estar iluminados de rosa? É o Outubro Rosa, mês dedicado à conscientização da população sobre a prevenção do câncer de mama. E a biomecânica não poderia ficar de fora dessa!

A biomecânica vem sendo usada para avaliar a movimentação e a deformação das mamas durante a prática de exercícios a fim de projetar roupas esportivas mais adequadas às mulheres. Especialistas nessa área descobriram que os tops mais confortáveis e adequados para a prática esportiva devem sustentar e comprimir a mama impedindo deslocamentos tanto verticais quanto horizontais, e não apenas envolvê-la. Segundo Jenny White, que estuda biomecânica da mama na Universidade de Portsmouth no Reino Unido, as mulheres deveriam procurar tosp ou sutiãs esportivos que dêem a sensação de suporte (compressão e sustentação), e por mais obvio que isso possa parecer a maioria dos produtos oferecidos no mercado apenas envolvem a mama, sendo muito elásticos e não fornecendo o suporte adequado. Veja abaixo o resumo (traduzido) de um artigo sobre o assunto:

 

Deslocamento tridimensional, velocidade e aceleração da mama durante a corrida (Three-dimensional Displacement, Velocity and Acceleration of the Breast During a Running Gait Cycle)
Scurr, Joanna; White, Jennifer; Hedger, Wendy
Medicine & Science in Sports & Exercise, May 2008 – Volume 40 – Issue 5 – p S221

Trabalhos anteriores sobre a cinemática das mamas durante a corrida são limitados por analisar os deslocamentos apenas no plano coronal. Um estudo atribuiu a diminuição da dor na mama relacionada ao exercício reduzindo-se a velocidade vertical, e não o deslocamento. Apenas dois estudos reportaram a aceleração das mamas, mas apenas no eixo vertical. Devido a alta oncodência de dor na mama relacionada com o exercício a literatura não apresenta resultados tridimensionais. O objetivo do trabalho foi avaliar os deslocamentos, velocidades e acelerações da mama em 3D durante a corrida.
METODOLOGIA: Após aprovação pelo comitê de ética, as coordenadas 3D do tronco e do mamilo direito foram obtidas por um sistema de análise cinemática equipado com 5 câmeras (100Hz, Qualisys, Suécia) para 15 mulheres com mama tamanho D (grande) (26+7 anos) durante corrida em esteira ergométrica (2.8 m·s-1). As coordenadas do mamilo foram obtidas em relação a um sistema de coordenadas local com origem na clavícula direita. As variáveis cinemáticas foram calculadas durante 5 ciclos de corrida.
RESULTADOS: As propriedades inerciais da mama causaram um lapso de tempo significante igual a 0,07 s no deslocamento tridimensional da mama comparado ao deslocamento do tronco (p<0,05). O deslocamento e a velocidade tesultantes aumentaram significativamente durante a fase de desaceleração da corrida, com pico de velocidade de 0,8 m·s-1 a 46% do ciclo da corrida. Entretanto, o pico de aceleração (26 m·s-1 a 53% do ciclo de corrida) foi maior durante a fase de aceleração do ciclo.
CONCLUSÃO: Ao contrário do deslocamento e da velocidade resultantes, o pico de aceleração da mama aconteceu quando o corpo se impulsionou para frente e para cima e não durante o toque do calcanhar ou durante o apoio como reportado previamente para a velocidade vertical. Para calcular a sobrecarga na mama durante a prática de atividade física trabalhos futuros devem reportar a aceleração tridimensional da mama; monitorar apenas o deslocamento vertical e/ou velocidade não permite uma análise adequada da biomecânica da mama.
Outros artigos interessantes sobre este assunto:

Peak Breast Accelerations When Running in Different Sport Bras

Himmelsbach, Jenniler A.; Valiani, Gordon A.; Lawson, LaJean Medicine & Science in Sports & Exercise. 24(5):S187, May 1992.

Breast Elevation and Compression Decrease Exercise-Induced Breast Discomfort

MCGHEE, DEIRDRE E.; STEELE, JULIE R. Medicine & Science in Sports & Exercise. 42(7):1333-1338, July 2010.


The Support, Comfort, and Psychological Fit of Five Popular Sports Bras

Porcari, J. P.; Monahan, B.; Miller, M.; Albertezzai, T.; Hovland, K. Medicine & Science in Sports & Exercise. 31(5):S147, May 1999.


Finite element modelling of breast biomechanics: directly calculating the reference state.

Rajagopal V, Chung J, Nielsen PM, Nash MP.Conf Proc IEEE Eng Med Biol Soc. 2006;1:420-3.

Does deep water running reduce exercise-induced breast discomfort?

Deirdre E McGhee, Bruce M Power, and Julie R Steele

Br. J. Sports Med., Dec 2007; 41: 879 – 883.


The effect of breast support on kinetics during overground running performance.

JL White, JC Scurr, and NA Smith

Ergonomics, April 1, 2009; 52(4): 492-8

SEJA SOLIDÁRIO

Entre no site www.cancerdemama.com.br e com apenas um clique diário você ajuda uma mulher carente a ganhar uma mamografia grátis. Não custa nada!

Euromech Colloquium 2011

O Coloquium da Sociedade Européia de Mecânica de número 511, que terá como tema “Biomecânica do movimento humano: Novas fronteiras do corpo, técnicas para aplicação clínica”, será organizado em Azores, Portugal, entre os dias 9 e 12 de março de 2011.
O objetivo geral é abordar tópicos científicos que contribuem para a expansão dos conhecimentos em biomecância e fisiologia, modelagem e análise do movimento humano, com foco especial nos seguintes tópicos:

– Modelagem biomecânica
– Multibody formulations para biomecânica
– Análise por elementos finitos em movimento humano
– Aquisição de dados cinemáticos e cinéticos
– Otimização em biomecânica do movimento humano
– Modelos musculoesqueléticos
– Análise da estabilidade
– Controle motor
– Mecânica de contato em biomecânica
– Dinâmica humana e reabilitação

A data limite para submissão de resumos (2 páginas) é 1 de dezembro de 2010. O resultado será divulgado dia 15 de dezembro. O modelo do resumo está disponível no site do Colloquium.
Apesar de não ser obrigatório, os autores com resumos aceitos são incentivados a submeter o trabalho completo até 15 de fevereiro de 2011. Os trabalhos poderão ser selecionados para serem publicados em um número especial do periódico Multibody System Dynamics.

First International Symposium on Digital Human Modeling

O Comitê de Simulação e Ambiente Virtual da associação Internacional de Ergonomia anunciou o 1º Simpósio Internacional em Modelagem digital humana (First International Symposium on Digital Human Modeling). O evento acontecerá entre os dias 14 e 16 de junho de 2011 em Lyon, França.

A avaliação ergonômica de um produto frequentemente requer a construção de um modelo humano ou um protótipo. O uso de modelos digitais vem se tornando cada vez mais comum nas fases iniciais de produção a fim de reduzir o tempo e custo no desenvolvimento do produto.

O principal objetivo desse simpósio é oferecer uma oportunidade única para pesquisadores, editores de software e usuários finais dividirem os mais recentes resultados e experiências em modelagem digital humana (DHM).

Tópicos abordados no simpósio:
– Antropometria e modelagem 3D do corpo humano
– Dados funcionais do corpo human
– Modelos biomecânicos avançados do corpo humano
– Captura de movimentos e reconstrução
– Simulação de postura e movimento
– Biomecânica e desconforto
– Aplicações e demonstrações de software
– Realidade virtual e DHM
– Modelos mentais/cognitivos e modelos integrados
– Idosos, deficientes e outras populações especiais
– Verificação e validação de DHMs
– Modelos padrões e protocolos
– …

Datas importantes:
– Submissão de resumos (deadline):30 de novembr0 de 2010
– Divulgação dos trabalhos aceitos: 30 de janeiro de 2011
– Submissão de resumos expandidos: 30 de março de 2011

para mais detalhes acesse:

http://iea-dhm2011.univ-lyon1.fr/en